Tel: 11 4325 4021 ou Whatsapp (11) 99256 3638 contato@vendaon.com.br

Nos últimos dias temos falado muito a respeito de Carta de Vendas, Copywriting, Copy e técnicas de escrita para vendas, o que é basicamente a mesma coisa…               

Esse tema passou a ser muito importante a partir do momento que percebemos que muitos de nossos clientes nem sabiam o que é copywriting.

Mas não os Julgue! Eles não têm obrigação de saber o que é Copy(Carta de Vendas), afinal cada profissional tem a sua especialidade…

O problema é que muitos deles estavam cansados de investir tanto em anúncios e não ter o retorno desejado…

Visitantes em seus sites que não compravam seus produtos, abandonos de carrinho, altos investimentos que não deram resultado e tantas outras frustrações…

Tudo isso acaba gerando stress e sobrecarga de trabalho pois os empresários precisam trabalhar muito mais para cumprir as metas do mês, ou seja, não tem tempo para a família, não cuidam da saúde, não se divertem.

Fala sério! Isso não é vida.

Você deve estar se perguntando, o que a Copy tem a ver com isso?

Mais adiante você entenderá.

Se você já investiu em marketing online e não teve os resultados esperados este artigo pode ajudá-lo.

Leia até o fim e anote essas 5 Dicas de Copywriter para fazer uma Copy Matadora.

Mas se você ainda não leu nossos artigos anteriores recomendo fortemente que você leia antes de prosseguir, para que essa leitura fique mais clara, entenda O que é Copywriting e sua importância.

O Diferencial competitivo.

Vamos lá…

Se você tem uma empresa certamente você tem concorrentes. Embora algumas empresas se considerem únicas a ponto de dizer “Eu não tenho concorrentes”… Aconselho que você não se iluda.

Assumir que não têm concorrentes é um erro grave, mas compreensível.

Hoje em dia é difícil identificar quem é o seu concorrente. Por isso vamos dividi-los em dois grupos: Concorrentes diretos e indiretos.

Concorrente direto é aquele que vende a mesma linha de produtos que você para o mesmo público alvo com a mesma faixa de preço.

Por sua vez, concorrente indireto é aquele que não vende o mesmo produto que você, mas atinge o mesmo público alvo, ou seja, ele substitui o seu produto pelo produto dele.

Por exemplo, uma marca de máquina de lavar roupas pode ser considerada um concorrente indireto das lavanderias, e vice versa, isso se ambas forem pensadas para o mesmo público.

O sonho de todo empreendedor é ser lembrado pelo seu público, concorda? Isso é básico em administração.

Mas a pergunta é: como se destacar em um ambiente tão competitivo?

A resposta é simples, tenha um diferencial.

Na prática é um pouco mais difícil, mas vale a pena investir no que ninguém ou poucos estão fazendo de diferente.

Provavelmente isso não é nenhuma novidade para você, mas a seguir você entenderá um dos motivos da sua estratégia online não estar funcionando.

Copy, matadora de concorrentes.

Se você já investe no Marketing Online e ainda não alcançou o resultado desejado você está fazendo alguma coisa errada.

Eu diria que um dos maiores erros é achar que consegue fazer isso sozinho.

Mas voltando ao diferencial, se você usa o Marketing Digital pode ter certeza que o seu concorrente também usa.

Então o que faz o seu marketing melhor que o dele?

Esta é uma pergunta para a qual existem muitas respostas, e para ser mais assertivo seria necessário também uma análise aprofundada.

Mas no geral, eu poderia dizer de antemão que no Marketing online também é necessário um diferencial.

O que percebemos com nossos clientes é que a maioria deles não se preocupava com a sua Copy ou nem sabiam que isso era tão importante.

Não adianta fazer anúncios, mandar e-mails, criar sites, encher as redes sociais de posts, escrever milhares de conteúdos para o blog e simplesmente não se preocupar com sua carta de vendas.

Mas acredite isso é o que a maioria das empresas está fazendo.

Se você quer sair na frente faça o que poucos fazem…

Se você quer uma estratégia diferenciada para o seu negócio você precisa de uma carta de vendas matadora, que não dê chances para o seu cliente escapar.

Que não dê chances para o seu concorrente respirar.

5 Dicas para uma Copy matadora

Agora vamos lá…

Tenho certeza que se você considerar essas dicas na sua carta de vendas alcançará seu objetivo.

Antes disso, existem 5 perguntas que um copywriter precisa responder antes de começar a escrever sua carta de vendas, são elas:

Qual a ação que você quer que o cliente tome?

Essa pergunta é a primeira de todas, está ligada ao seu objetivo e se você não tiver isso muito claro é melhor nem começar a escrever.

Pense com cuidado na sua “call to action”, tenha consciência que esse é o lugar para onde você levará o seu leitor.

Faça o texto desde o começo conduzindo o leitor por um caminho que o leve a essa ação.

Qual é a sua promessa?

Essa parte irá te ajudar a selecionar seu leitor.

Muitas pessoas começam a escrever uma Copy mas não deixam claro o que pretendem resolver, ou o que elas querem falar no texto.

Isso é uma das primeiras coisas que o seu leitor precisa saber, ou então não vai ler o seu texto até o fim, e aí todo o esforço será em vão.

Qual é a dor do seu cliente?

Coloque uma estrelinha na frente dessa pergunta e não esqueça nunca mais disso, acredite é o item mais importante de todos.

Principalmente no começo da carta, você precisa tocar na ferida do seu cliente gerando identificação.

Isso vai ajudar a filtrar quem é o seu cliente e quem não é, vai ajudar no processo de convencimento e também de urgência, sua promessa está ligada a essa dor.

Você basicamente vai dizer “Hey você que sofre com isso, eu tenho um produto que irá resolver o seu problema”, em outras palavras, claro.

Se você fizer isso bem tenha certeza que o leitor chegará ao final da carta.

Se você tiver um bom produto, uma promessa forte combinada aos benefícios certos ele comprará o seu produto.

Quais são os grandes medos do seu cliente?

Use os medos do seu cliente a seu favor…

No geral, os seis grandes medos da humanidade são:

  • Medo da pobreza
  • Medo da morte
  • Medo da Velhice
  • Medo de doença
  • Medo de perder o amor
  • Medo da crítica

Aprenda a identificar os medos do seu público e, sutilmente, incluí-los nas entrelinhas do seu texto.

Qual a linguagem que ele entende?

Essa parte tem muito a ver com o estudo do seu público.

Verifique com atenção se o seu cliente tem um dialeto próprio.

Por exemplo, se você oferece serviços para profissionais de TI existe uma linguagem que só eles entendem, identifique e use.

Isso aumentará a comunicação com o cliente e também sua autoridade, pois ele verá que você domina o que está dizendo.

Respondidas essas perguntas, leve em consideração essas dicas…

Dica 1: Estude o seu público

Como já falamos se você responder as perguntas acima já terá uma boa noção de quem é o seu público.

Conhecer o seu cliente é essencial não apenas para escrever sua Copy, mas para toda e qualquer estratégia que você desejar implementar em seus negócios.

O cliente é seu chefe! Não importa se você é o presidente da empresa ou o atendente.

Você trabalha para ele e por ele. Conheça-o bem!

Descubra o que ele precisa; o que ele gosta; quem ele segue; como ele fala; o que ele veste; o que ele pensa… quanto mais você souber mais elementos você terá para envolvê-lo na leitura da sua carta de vendas.

Se você não sabe a resposta para essas perguntas, pergunte para os clientes que você já tem, se o seu produto é novo observe os clientes do seu concorrente direto.

Dica 2: Headlines

Headline significa manchete, é basicamente o seu título, suas chamadas.

O título é mais um elemento que deve ser pensado com cuidado, se você descuidar dessa parte o cliente nem começará a leitura.

Bons títulos têm duas características básicas:

  • São objetivos e criativos
  • São verdadeiros

Existem “palavras coringas” que costumam funcionar muito bem nos títulos, são elas: Como, Por que, Porque, Qual a melhor, Qual o pior, O maior problema, O jeito certo, O jeito errado, Descubra…

Listas também funcionam muito bem: 5 segredos para ser bem sucedido! 3 dicas para quem quer perder peso em pouco tempo…

Esse tema é abrangente e podemos posteriormente fazer um artigo falando apenas disso, por enquanto veja alguns exemplos:

Como fechar mais contratos em um mês…

Por que fazer 15 min de exercícios diários vai salvar a sua vida?

Porque não precisa ser caro anunciar…

Qual a melhor maneira de economizar?

Descubra por que você está anunciando do jeito errado.

Dica 3: Preste atenção na estrutura

Se você leu nosso artigo sobre a “estrutura ideal para uma carta de vendas perfeita”, você já percebeu que o segredo para uma carta de vendas matadora não está nas palavras, mas sim na estrutura.

Se você ainda não leu, leia.

Descubra a estrutura ideal e aplique na sua Copy, isso vai ajudá-lo a esquematizar as suas ideias de um jeito que prenda a atenção do leitor, lá você verá também um exemplo prático.

Dica 4: Elemento de urgência

Você precisa colocar gatilhos para que o seu cliente compre AGORA, isso é indispensável.

Coloque urgência na Copy criando ofertas e gerando benefícios temporários:

Você tem 24h para garantir sua vaga com o valor promocional.

Apenas esse fim de semana você compra seu apartamento sem entrada!

Garanta sua vaga AGORA e ganhe um Ebook exclusivo para lista VIP.

Dica 5: Quebra de objeções.

Se você seguir à risca a dica 1, e fizer o estudo de público do seu cliente com muito cuidado, você conseguirá com facilidade identificar as objeções dele em relação ao seu produto.

Ou seja, você precisa descobrir o que impede o seu cliente de comprar o seu produto, será o valor? As condições de pagamento? A crença dele?

Se você conhecer as objeções você pode quebrá-las no próprio texto.

Ex: Suponhamos que você venda um filtro de água a um determinado valor, e talvez seja “caro” para o seu cliente, você pode colocar no seu texto da seguinte forma:

Você pagará um valor único e nunca mais precisará comprar galões de água que você nem sabe a procedência, isso significa uma economia incalculável… Sem contar a certeza que você está tomando água saudável de verdade.

Por apenas R$1,20 por dia durante X meses você garante a saúde da sua família, e mata sua sede com água cristalina.

E assim você vai criando quebra de objeções para o seu produto.

A decisão é sua!

Essas foram as dicas que separamos para você escrever a sua Copy Matadora, ou pelo menos saber analisar a carta de vendas que você já tem na sua estratégia.

Espero que essas dicas ajudem.

O mais importante é você entender que você precisa se preocupar com os textos da sua estratégia de Marketing.

Essa parte da estratégia pode ser um pouco complicada.

Existem pessoas que passam a vida se dedicando aos estudos de como fazer um texto persuasivo para aumentar suas vendas.

Você pode decidir fazer isso sozinho!

Mas se decidir por encurtar o caminho e ter uma Copy profissional entre em contato conosco, nossos copywriters farão isso para você…

Como disse anteriormente, fazer isso sozinho pode significar o fracasso da sua estratégia.

De qualquer modo fique a vontade para usar esse conteúdo como achar melhor.

 

 

Suelen Hofrimann

Especialista em Conteúdo VendaOn

Deixe seu comentário aqui